Primeira parada: Namíbia!

Desta vez, a passagem por Joanesburgo foi bem rápida. Eu e Aninha, minha companheira nesse início de volta ao mundo, passamos uma noite no confortável hostel Mbizi. Patrick, o dono, nos deixou no aeroporto no dia seguinte para embarcarmos para Windhoek, capital da Namíbia!

O país possui paisagens incríveis, um povo amistoso, preços razoáveis e uma mistura cultural entre alemães (colonizadores) e africanos. Muito interessante!

O problema inicial foi escolher os destinos a visitar. Pelo número de dias que tínhamos e, levando em consideração o tamanho do país, montamos um roteiro pela região centro-sul.

O foco principal foi o Deserto, que domina grande parte do território. Na capital Whindhoek, onde nos instalamos no Hostel Chameleon, alugamos um carro (mão inglesa + câmbio manual = mais aventura) e seguimos rumo ao sul. Aquelas cidades destacadas no mapa, onde esperávamos alguma estrutura, passavam quase que como vilarejos. Horas (e muita areia) depois, chegamos a Solitaire. O nome já dizia tudo e a cidade parecia um cenário de faroeste. Um alemão gordo e barbudo, com roupas rasgadas e imundas (carinhosamente apelidado de “Papai Noel Sujo” pela Aninha) nos recebeu e foi logo dando as instruções sobre acomodação, se prontificando a ajudar e telefonando para conhecidos. No retorno, quando passamos novamente por lá, desconfiamos que ele fosse o dono da cidade. Ou seria o prefeito? Enfim, ele mandava na padaria, no mercado e no posto que eram os 3 estabelecimentos da região. Não vimos mais nada além disso e de uns carros abandonados por lá.

Compramos umas frutas e seguimos, correndo contra o tempo pra conseguir chegar a Sesriem antes de anoitecer. O sol baixou e não conseguimos. Às 21h estávamos acomodados no Weltevrede, um lodge mais arrumado (é, não tivemos opção!), de uma simpática sra. alemã, onde jantamos e dormimos.

Logo cedo tomamos café e saímos para Sesriem. A temperatura já era bem alta, mas mal sabíamos que chegara aos 41 graus à tarde. Chegamos e encontramos o Camping Nacional de Sesriem, porta de entrada para Sossusvlei, já dentro do Parque Naukluft, que abriga o deserto. O problema é que não tínhamos barraca e o camping já não tinha nenhuma para alugar. Suri, nosso carro, serviria de acomodação nessa noite, mas antes aproveitamos as instalações do camping, com piscina e bar. À tarde, curtimos um incrível por do sol da Duna 45, que foi o aperitivo para o que nos esperaria no dia seguinte.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em breve, mais sobre a Namíbia! A conexão estava complicada e tudo fechado para o feriado, então o post demorou! Vejam as fotos aqui e no facebook do Mochileiro das Maravilhas!

Anúncios

~ por Daniel Thompson, o Mochileiro das Maravilhas em 4 janeiro 2012.

3 Respostas to “Primeira parada: Namíbia!”

  1. Que fotos lindas!!!! Amei!!! Que bela viagem você fará! Que Deus o acompanhe por todos os caminhos que serão percorridos!!!!
    Beijos e ótima viagem!!!

  2. As fotos estão demais! Bjs e boa viagem.

  3. Que lugar! Que fotos! Puta paisagem e vc tá um fotógrafo cada vez melhor! Fez as fotos com aquela “maquininha”? Cuspa a areia que engoliu e siga em frente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s